domingo, 12 de julho de 2009

A Cartomante - Prólogo



Miro olhava quase sem piscar para a mulher a sua frente. Cega de um olho, com apetrechos que lhe pareciam pesar o corpo, a mulher lhe passava uma imagem, apesar de tranqüila, angustiante. “E então?” perguntou Miro. A mulher virou mais uma carta e com a voz doce porém cortante disse:

- Você morrerá em trinta dias.

(Continua)

Imagem de Joan Miró

4 comentários:

Euphoria disse...

Não lembrava do fato da cartomante ter um olho só.
E eu sempre associei a imagem dela à das três anciãs mitológicas que fiam e depois cortam a linha da vida, não sabia porque...

Como tão as coisas por aí? Já tão de férias? E o Cobrefil, to sabendo que vocês não conseguiram o ônibus né?

Saudosos abraços! rsrsrs

sweetsilent disse...

para que atualizar neh

O empírico disse...

medo e curiosidade....

Ailatan Do Contrario disse...

O que fizeram com vc?
Jogaram a a sua criatividade fora?
E os textos? E a imaginação? Ação...
Escreva, assim vc faz parte do mundo, ou o mundo pode achar que faz parte em vc...
bjoooo