domingo, 21 de setembro de 2008

Curtas


Cansei.

Minha pele que ardia não arde mais.

Minha fome que doía não me incomoda mais.

Preciso dormir.

E não acordar mais.

Tudo virará lembrança.

E na desilusão de um sonho dormirei desiludidamente feliz.

Não me acompanhe.

Levarei meus livros, e lá me deitarei.

Não quero mais nada.

(...)

Mesmo assim, se quiser, visite-me. Mas vá embora antes que eu me canse, ou antes que você ache que pode substituir qualquer uma das coisas acima.

(...)

Coisas são constantes, pessoas não.

Que triste vida leva Adrian em sua ilha...


Imagem de Goya, Francisco

9 comentários:

sweetsilent disse...

''Não me acompanhe''


''Não quero mais nada.''


''Mesmo assim, se quiser, visite-me. Mas vá embora antes que eu me canse, ou antes que você ache que pode substituir qualquer uma das coisas acima.''



Paradoxalmente agressivo,ofensivo.Triunfante.
rocker.

''Coisas são constantes, pessoas não''
não se esqueça da sua natureza meu bem.


Eu gosto desse tipo de texto que não são imparciais, gosto da violencia deles, que mostraa alguém que sente.Um eu lirico sentimental, fugindo pra gelidas aguas do calculismo.É so fuga.SÓ FUGA.
(slap slap slap stand up)

sweetsilent disse...

eu tbm gosto de comentar coisas desconexas, coisas incoerentes... pq eu sou meio intelectual meio de esquerda...
hahaah
=*

Camila disse...

as pessoas podem não ser constantes, mas o que seria da vida então se elas fossem? talvez um tédio...
se pretende pessoas constantes, só previsibilidade...o que há de interessante no estado de constância, são as relações com as pessoas, não que as mesmas sejam assim.

Mayara Bandeira disse...

adrian gosta de fugir...

sabe o que é mais legal na constância? quando ela deixa de ser.

Ailatan Do Contrario disse...

"Me diga como viver assim, estar longe e não sentir...
Me diga como arder ser doer, como comer sem se encher, como viver sem sofrer...
Me diga como fugir sem mentir, como acordar sem dormir, como surgir sem sumir...
Quero uma ilha também, sem ninguém, longe e aquém...
Perto para ouvir, ler e viver...
Longe para ignorar, desdenhar e desiludir...
Com a constante inconstâcia das ideias e do mar" Natália Bittencourt


o bichinho p me inspirar...
to com saudade pessoaaaa...
bjooooooo

sweetsilent disse...

dezessete minutos de domingo, cade as postagens?


><

sweetsilent disse...

quarenta minutos e nada...

sweetsilent disse...

falta de compromisso com os leitores desse blog...

sweetsilent disse...

quase um hora e nda....