domingo, 22 de março de 2009

Curtas


MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

Tristeza é contagiosa,

e contagia até a moça mais prosa

e o rapaz mais sagaz.

Se um dia você ver

uma pessoa com os sintomas não se espante

vá até ela e lhe conte

que a no mundo alguém,

que como ela espera,

o tempo passar

para com ele levar

as ilusões desse amor bandido.

Quantas cartas já não rasguei, quantos bilhetes não entreguei, quantos arquivos (porque não) eu apaguei. Tudo por medo de que eles virassem portas que dessem dentro do meu peito e estando lá dentro você no simples tocar ferisse o que eu penei tanto há costurar. Ai do poeta que diga que nas suas palavras mais benditas não estão, se não por inteiro em partes, todo o seu pesar, todo o seu amar, toda sua alma. Por isso não escrevo em versos, eles nos desnudam nos revelam por inteiro. O poeta que muito escreveu já de todo se descreveu mais do que jamais uma bibliografia poderia querer. Quando escrevo em verso faço por ironia a mim mesmo em nada me revelando, me escondendo entre as linhas do humor irônico.


Imagem de Artista Desconhecido

Um comentário:

Ailatan Do Contrario disse...

saudade dos seus escritos...
fazia tempo que não deparava meus olhares neles...
muito bom! filosofo poeta...
Saudede de vc tbm...

Ps.:"que a(há de Haver!) no mundo alguém,"
"uma bibliografia(bibliografia=livros, textos/biografia=história da vida de alguém) poderia querer."

Bjooooooooooooo
saudade